12/08/2015

Resenha | Jogador nº 1 (Ernest Cline)


Galera, li esse livro maravilhoso e vim compartilhar com vocês o que eu achei!

ISBN-13: 9788580442687
ISBN-10: 8580442680
Ano: 2012 / Páginas: 464
Idioma: português
Editora: Leya
(Informações retiradas do Skoob)

Sinopse: O ano é 2044. Em um mundo em que a pobreza, a destruição e poluição reinam, qualquer um gostaria de escapar da realidade. É para isso que existe o OASIS, uma realidade virtual onde tudo é possível: trabalhar, estudar, interagir e jogar; tudo sem sair de casa. Quando James Halliday, o grande criador do OASIS, morre, um vídeo intrigante é liberado. O vídeo é o testamento de Halliday, em que ele explica que deixa sua fortuna para aquele que conseguisse passar por vários desafios e enigmas que ele criou, ainda dando poder ilimitável para o avatar da pessoa. O objetivo é encontrar o Easter Egg de Halliday, porém é preciso encontrar 3 chaves e passar por 3 portais. Mas para isso, deve-se desvendar os enigmas que são dados.
 A busca pelo “Ovo” não é fácil, tanto que demoram 5 anos até que alguém desvende o primeiro enigma e consiga a primeira chave. As pessoas que procuram pelo Ovo são chamadas de caça-ovo, pois estudam a vida de Halliday (graças ao Almanaque de Halliday, que foi disponibilizado depois da morte dele) e estão em busca do grande Easter Egg. É aí que começa a ser contada a história de Wade Watts (ou Parzival, o nome do seu avatar no OASIS), um jovem de 18 anos e o primeiro jogador que coloca seu nome no topo do Placar (utilizado para mostrar quem está mais a frente de achar o Ovo).



O livro conta com várias referências culturais da década de 1980, o que o deixa mais divertido. Não é preciso ter um conhecimento vasto em computação, muito menos na cultura dos anos 80, mas é bom ter alguma base, porque as vezes pode ficar um pouco confuso.
Confesso que não tinha nenhum interesse em ler o livro, mas minha irmã comprou e acabei tirando  o nome do livro da minha TBR jar (que divido com minha irmã, por isso dele estar ali). Como não tenho lido muito pela sinopse (só vejo a sinopse na hora de comprar), decidi ler o livro. E eu fico muito feliz por essa decisão.

Os personagens foram bem construídos, e apesar de descobrirmos suas verdadeiras identidades só pelo final do livro, acabamos torcendo por eles na busca pelo Ovo.
Sobre o OASIS, eu simplesmente adorei a ideia, com certeza eu fugiria da minha realidade usando-o 24 por dias! Mas, ele tem um objetivo e entretenimento, mas ao mesmo tempo, distrai as pessoas dos problemas cotidianos, e também dos problemas do mundo, o que eu achei péssimo. Em Jogador nº1, o mundo está caindo aos pedaços, e absolutamente nada é feito para melhorar a situação, porque todos estão logados no OASIS vivendo numa realidade perfeita. Mas e quando o planeta Terra piorar, como irão fazer? E se a energia e a internet acabarem justamente pelo uso incansável desses recursos? Será que eles abririam os olhos finalmente? São algumas perguntas que me surgiram quando eu li o livro.
O livro também explora a solidão, a amizade, a confiança, o amor, a ansiedade social e vários aspectos desse tipo. Então não ficamos só naquela luta pelo Ovo, mas vemos os efeitos que essa luta pode causar na vida de alguém.

Algumas quotes que eu separei do livro:

“Por mais assustadora e dolorosa que a realidade possa ser, é também o único lugar onde se pode encontrar a felicidade de verdade. Porque a realidade é real.”

“O ser humano é uma porcaria na maior parte do tempo. Os videogames são a única coisa que tornam a vida suportável.”

Lembrando que já foi anunciado a adaptação cinematográfica para o filme, com direção do Steven Spielberg, previsto para lançar 15 de dezembro de 2017 :)

Nota:


Nenhum comentário:

Postar um comentário