31/01/2016

Resenha | A Cor dos Olhos Teus (Andrea Lopes)

[Goodreads | Skoob]

ISBN-13: 9788581802749
ISBN-10: 8581802745
Ano: 2014 / Páginas: 224
Idioma: português 
Editora: KBR DIGITAL


Sinopse: Uma bela história de amor e paixão, contada de uma forma adorável e sedutora.
Entre com vontade. Viva na sua própria carne, com todos os sentidos aguçados, o amor arrebatador de Alan e Daniele. Eles serão parte do seu dia a dia.
“A cor dos olhos teus” vai mexer com a sua cabeça, um livro que prende sua atenção do começo ao fim. Viaje com os personagens, viva cada momento, desde pisar na areia de uma praia em Florianópolis, no sul do Brasil, até sentir um tesão enlouquecedor pelo Alan (desafie a sua imaginação) numa ilha da Espanha, tudo na medida certa, inclusive o tempo da separação e o amadurecimento de ambos até o reencontro.


Eu não sou muito acostumada a ler livros nacionais, porque quando eu sinto a vontade de ler algum, eles sempre não me agradam muito (talvez esteja escolhendo os livros errados!), e a A Cor dos Olhos Teus não foi diferente.

O gênero New Adult está entre os meus menos favoritos, porque geralmente é quase a mesma coisa: cheio de sexo (as cenas são sempre iguais), o casal vive brigando e fazendo as pazes, além de um deles ser totalmente desagradável, com as brigas sendo por motivos fúteis e eles se perdoarem rapidinho. Também, na maioria das vezes o cara é rico, ou possui uma quantidade de dinheiro o suficiente para comprar coisas "impossíveis" para a garota. E ela, é sempre irritante!

Outro ponto é que a estrutura das histórias são sempre semelhantes, sem espaço para algo inovador. A Cor dos Ohos Teus não foi nem um pouco diferente, parece que segue um roteiro pré-pronto que você pega em um site qualquer.

Alan é rico, conquistou várias coisas que se fosse qualquer personagem não conquistaria, é desagradável, às vezes se comporta de maneira um pouco machista, compra coisas muito caras para Daniele, além de ter todas aquelas características físicas que são regra para o New Adult: um cara forte e musculoso, sem qualquer sinal de exercício físico frequente; tem sempre alguma característica diferente, nesse caso a cor dos olhos; é alto; é gostoso. Ah, e tem muitos problemas na família e em relacionamentos em geral.

Algo incrível foi a Daniele não ser uma menina certinha, quietinha e sem princípios, que mais tarde seria "despertada" por Alan, igual na maioria das histórias. Mas, teve seu corpo sendo hiper valorizado por Alan, além de ser totalmente irritante (que história é essa do "sub" dela?).

Eu li a versão ebook do livro, porque estava de graça na Black Friday, e comprei mesmo não sendo meu gênero favorito. Infelizmente o livro não foi adaptado para a versão ebook, porque tinha muitas palavras com hífen no meio (na versão impressa devia ser uma separação de palavra nas linhas, ex: pala-vra), o que deixou a leitura um pouquinho irritante.

Apesar de todos os argumentos contra a possibilidade de eu gostar do livro, acabei tendo uma leitura agradável, sem ser ruim nem maravilhosa. O livro tem seus defeitos sim, mas nada que me fizesse largá-lo no meio e nunca mais ler. Já decidi não ler a continuação por simplesmente não fazer questão.

Nota:

Nenhum comentário:

Postar um comentário