06/02/2016

Resenha | Endgame - O Chamado (James Frey & Nils Johnson-Shelton)

Oi, gente! Hoje venho a resenha deste livro que eu peguei totalmente por acaso na estante, e acabei até que gostando! Bora ver o que eu achei?

[Goodreads | Skoob]

ISBN-13: 9788580571868
ISBN-10: 8580571863
Ano: 2014 / Páginas: 504
Idioma: português 
Editora: Intrínseca


Sinopse: A história começa há doze mil anos, quando seres poderosos desceram do céu entre fumaça e fogo e criaram a humanidade, deixando-nos regras segundo as quais viver. Precisavam de ouro, e, para extraí-lo, instalaram aqui as doze linhagens que deram origem às nossas antigas civilizações. Quando conseguiram o que queriam, foram embora. Mas avisaram que um dia retornariam e que, quando isso acontecesse, seria para o Jogo. O Jogo que determinaria nosso futuro. Os Jogadores terão que achar três chaves, que estão espalhadas pelo planeta. Quem achá-las primeiro ganha. Endgame: O Chamado acompanha a busca dos doze Jogadores pela primeira chave.

E não para por aí: o livro contém um enigma. Um enigma que convida o leitor a jogar seu próprio Endgame. Quem encontrar a solução primeiro ganhará uma mala cheia de ouro. Em adição ao enigma estará disponível um jogo on-line revolucionário desenvolvido pela Niantic Labs, empresa associada ao Google e responsável também pelo jogo Ingress.

Endgame é uma série intensa, recheada de ação e de sangue. Para quem não é muito fã dos dois, não recomendo o livro nem um pouco, pois o livro não para por um segundo. Acho que esse foi um dos pontos negativos para mim: a ação atrás de ação, o que é cansativo e não nos deixa respirar por um minuto. Eu tinha que parar de ler o livro às vezes porque não conseguia continuar, eu perdia o fôlego como se fosse o personagem do livro realizando as ações dele. Talvez para tentar aliviar a ação sem parar, os autores tentaram colocar um romance no meio, mas eu tive a impressão de que foi meio forçado, como se tivesse lá só para atenuar as coisas e alcançar talvez um tipo diferente de público.


Por outro lado, o livro foi muito bem escrito, tarefa mais difícil quando é mais de um autor tentando passar a história. Porém, tive problemas com certas pistas jogadas no livro para o jogo na vida real, pois para quem só quer desfrutar do livro, como eu, fica olhando para aqueles números e frases sem sentido no meio do livro, sendo que não vamos usá-las para nada, somente para o jogo que não estamos jogando.

Um problema que tive também foi com os personagens: no começo eles vão apresentando um monte de personagem, sendo que alguns nem vão ter tanta importância (não irão aparecer muito), junto com termos, lugares e símbolos. Fiquei bem perdida no começo, e não ajudou em nada a estabelecer algum sentimento por algum deles. Ao decorrer do livro isso melhorou sim, mas foi difícil.

Algumas pessoas gostam de comparar com Jogos Vorazes, por serem 12 linhagens de famílias antigas, lutando para que um só possa vencer e viver. Mas, as semelhanças param aí. Em Endgame eles estão lutando não para o entretenimento, afinal não há cobertura através de câmeras (talvez para o Povo do Céu seja uma forma de diversão...), mas sim para o destino do mundo inteiro. Além de que Engame é muito mais violento.

Outro problema que tive ao ler o livro foi a diagramação. Não sei se a versão original dele é assim (ou foi feito assim para ajudar no jogo de alguma forma), mas a Intrínseca falhou um pouco nessa questão. O texto não está justificado, o que dificulta a leitura (muitas vezes não sabia se ainda era a fala do personagem, se era um novo parágrafo...), e não tem aquele espaço de novo parágrafo.

Apesar de todas essas reclamações (que nem podem ser importante para vocês, mas para mim me incomodam muito), o livro foi divertido de ler, ainda mais que apresenta um "mundo" totalmente novo, e você acaba torcendo para os personagens, e espera que os seus preferidos não morram. O livro tem muitos pontos fortes que chamam atenção: a destreza dos personagens ao lutarem, suas personalidades fortes, o enigma muito bem bolado (que eu particularmente não conseguiria resolver rs), e uma história totalmente envolvente.

Nota:

Nenhum comentário:

Postar um comentário